Skip to main content
Faça com o que o FGTS seja usado ao seu favor

Faça com o que o FGTS seja usado ao seu favor

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um benefício dos trabalhadores brasileiros contratados segundo as regras da CLT, dos trabalhadores rurais, avulsos, temporários, atletas profissionais e diretores não-empregados.

Entre as situações em que o dinheiro pode ser sacado do fundo, estão a demissão por justa causa e a compra de um imóvel próprio.

Muitas pessoas no Brasil compram a sua primeira casa ou apartamento utilizando esse recurso, uma vez que o dinheiro guardado ajuda a facilitar o pagamento da entrada do imóvel. Por este motivo, quem trabalha no mercado imobiliário — como o corretor de imóveis — pode fazer com que o benefício seja usado a seu favor. Acompanhe a leitura e descubra como!

Como usar o FGTS a favor das suas vendas?

O trabalho do corretor de imóveis vai muito além de mostrar uma casa ou apartamento para pessoas interessadas na compra. Boa parte do seu atendimento também deve ser focada em aconselhar o potencial comprador.

Para isso, o profissional deve estar preparado para tirar dúvidas relacionadas à compra do bem. Também precisa trazer soluções para possíveis problemas, e o FGTS pode ser uma dessas soluções.

Afinal, depois de alguns anos de trabalho, é possível que o fundo conte com uma boa quantia de dinheiro. E esse valor serve como entrada para o imóvel próprio que os seus clientes desejam adquirir. Você está preparado para orientar os seus clientes sobre como utilizar o recurso?

Quais as regras do FGTS?

No FGTS são depositadas quantias mensais referentes a 8% do salário do trabalhador. Além do salário mensal, esse percentual também deve incidir sobre:

  • 13° salário;
  • Férias;
  • Adicionais;
  • Horas extras;
  • Aviso prévio.

O valor acumulado fica em uma conta da caixa no nome do empregado. Há juros e correção monetária sobre os valores depositados no fundo. A conta é atualizada mensalmente, e o rendimento corresponde à Taxa referencial (TR) mais 3% ao ano.

Legalmente, esse dinheiro pertence ao Governo e só passa a ser, efetivamente, pertencente ao trabalhador mediante algum fato gerador que justifique seu saque. É possível sacar o saldo do FGTS em algumas circunstâncias específicas:

  • Demissão sem justa causa;
  • Compra de imóvel;
  • Fim de contrato de trabalho por tempo determinado;
  • Aposentadoria;
  • Diagnóstico de câncer ou AIDS;
  • Falecimento do trabalhador, mediante alvará judicial.

Em casos de pedido de demissão ou de rescisão do contrato de trabalho por justa causa, é permitido retirar o saldo do fundo depois que o trabalhador passa três anos sem trabalhar com registro em carteira.

Tecimob - Site para corretor de imóveis e imobiliária

Mas ainda é possível sacá-lo, caso se aposente, tenha diagnóstico de doença terminal ou se aposente e — o mais importante para o corretor — deseje comprar um imóvel.

Do que se trata o saque de contas inativas anunciado pelo Governo?

Recentemente, o Governo anunciou que serão liberados os saques de todas as contas que ficaram inativas no final de 2015 ou antes. Isso significa que os seus clientes que pediram demissão ou foram demitidos até o dia 31/12/2015 terão acesso ao dinheiro, para pagar contas ou para fazer um investimento, como a compra de um imóvel.

Você confere o calendário de pagamento, que depende do mês de aniversário do trabalhador, no site da Caixa econômica Federal.

É possível sacar o valor depositado no FGTS:

  • Em uma agência da Caixa;
  • Nos correspondentes Caixa Aqui (até R$ 3 mil);
  • Em postos de autoatendimento (até R$ 3 mil).

Como usar o saldo para financiar a casa própria?

Em situações normais, o FGTS pode ser utilizado de três formas para a compra da casa própria:

  • Compra e construção (o valor do fundo é utilizado para pagamento parcial ou total de um imóvel residencial ou para a construção de uma casa);
  • Amortização ou liquidação do saldo devedor;
  • Pagamento de parte do valor das prestações.

Primeiro, é preciso consultar o saldo do FGTS. O próximo passo é ir a uma agência da caixa com a documentação necessária. Depois da aprovação da Caixa, o dinheiro está disponível para ser utilizado na compra da casa própria.

Para isso, o comprador não pode:

  • Possuir financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH);
  • Ser proprietário de outro imóvel urbano na região em que mora ou trabalha;
  • Ter prestações do financiamento atrasadas.

Além disso, ele deve ser titular do financiamento do qual deseja pagar as prestações.

O FGTS não pode ser utilizado para:

  • Compra de imóveis comerciais;
  • Reformas de imóveis;
  • Compra de materiais de construção;
  • Compra de imóveis residenciais para familiares ou dependentes.

O anúncio de que o dinheiro do FGTS foi liberado para todas as contas inativas desde 2015 possibilita que mais pessoas usem o valor para comprar uma casa ou apartamento, sem precisar cumprir as regras citadas acima.

Portanto, mantenha contato ativo com seus clientes e prospects e não perca a oportunidade de orientá-los para um investimento muito promissor!

E, mesmo para aqueles que não têm saldo de contas inativas para receber, é sempre possível usar o FGTS de seu atual emprego para auxiliar no financiamento de um imóvel.

Conhecimento é poder também no setor imobiliário! Esteja sempre atento aos novos conteúdos que preparamos para você. Siga a Tecimob no Facebook e no LinkedIn e acompanhe nossas publicações!

 

Deixe o seu comentário!

Comentários

Henrique Fernandes

Customer Success - Trabalha para que o cliente utilize o produto ou serviço da maneira correta para alcançar seus objetivos, focando no, como o nome já diz, sucesso do seu cliente.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE