Imagem do Header da Postagem

Entenda A Importância Do Governo Na Casa Verde E Amarela

O programa habitacional Casa Verde e Amarela, desenvolvido pelo governo federal, tem o objetivo de dar continuidade ao Minha Casa Minha Vida e prevê novas taxas de juros e financiamento para reforma de imóveis.

Lançado em agosto de 2021, o programa facilita e dá acesso à moradia digna aos brasileiros.

Para entender melhor sobre o assunto, neste artigo você verá:

  • tudo sobre o programa Casa Verde e Amarela;
  • as principais diferenças entre o Casa Verde e Amarela e o Minha Casa Minha Vida;
  • a importância do governo na criação dos programas habitacionais.

Tudo o que você precisa saber sobre o programa Casa Verde e Amarela

O programa Casa Verde e Amarela foi desenvolvido pelo governo e continua sendo um programa de habitação popular para os brasileiros, prevendo uma substituição do antigo e que estava em vigor há mais de 20 anos, Minha Casa Minha Vida.

Sendo um programa sob a gestão do Ministério do Desenvolvimento Regional, o objetivo é facilitar que, mais de um milhão de brasileiros e brasileiras que não eram contemplados pelo antigo programa habitacional, tenham acesso ao programa para conseguir adquirir a sua própria moradia.

Assim, as expectativas são de que um número muito maior de famílias possam se beneficiar com os créditos imobiliários e facilitações nos próximos anos, como a redução das taxas de juros e mudanças nas remunerações do agente financeiro.

Nas regiões Norte e Nordeste, a contemplação das taxas terá uma redução de até 0,5% para as famílias com renda até R$2mil mensais e de 0,25% para quem tem renda entre R$2mil e R$2,6mil.

Nessas localidades os juros poderão chegar a até 4,25% ao ano para aqueles que forem cotistas pelo FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e, nas demais regiões, a 4,5%.

De acordo com informações divulgadas pelo governo federal, a intenção do projeto é funcionar em três frentes: no financiamento de imóveis, na regularização fundiária e na reforma de obras.

Veja como será o funcionamento em cada uma delas:

Financiamento de imóveis

Como mencionamos, para o financiamento dos imóveis, o programa irá dividir a população em grupos de acordo com a renda familiar mensal. A ideia é que as regiões do Norte e Nordeste recebam atenção especial e as melhores condições.

Reformas de obras

Uma outra frente que recebe o benefício é na reforma de obras, assim como o antigo Minha Casa Minha Vida já o fazia. Agora, funcionando com melhorias, o foco é usar a maior parte do FGTS para abater a dívida do que se pode usar hoje.

Regularização latifundiária

O governo tem como objetivo mapear as famílias que se encontram em moradias e terrenos irregulares, fora das exigências da lei.

Ao invés de expulsá-las das casas, o objetivo é regularizar a situação delas.

As principais diferenças entre o Casa Verde e Amarela e o Minha Casa Minha Vida

Com certeza a principal diferença entre ambos os programas é a sua divisão dos públicos em grupos e não mais em faixas, como acontecia no programa anterior. Agora a divisão acontece em três grupos de beneficiários.

Confira no quadro abaixo as principais diferenças em relação a modalidade de atendimento entre os dois programas:

Casa Verde e Amarela: Faixa de Renda Fonte: Portal do Governo Brasileiro

  • enquanto a única modalidade era a de habitação no Minha Casa Minha Vida, o programa Casa Verde e Amarela atua com diversas.

Veja agora as principais diferenças em relação às taxas de juros entre os dois programas: Casa Verde e Amarela: Taxa de Juros Fonte: Portal do Governo Brasileiro

  • com o Minha Casa Minha Vida existia uma única taxa de juros para todo o território nacional, com a variação de acordo com as faixas de renda;
  • já o Casa Verde e Amarela têm taxas de juros variadas, de acordo com a faixa de renda e a localidade do imóvel. Assim, terá redução da taxa para moradores do Norte e Nordeste, ampliação da abrangência de beneficiadas nessas localidades – com rendimento de até R$ 2,6 mil – e aumento do limite do valor do imóvel quando financiado.

A importância do governo na criação de programas habitacionais

De acordo com dados divulgados pelo CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), os indicadores imobiliários apontaram que o programa Minha Casa Minha Vida teve uma participação significativa de 55,6% no total dos lançamentos imobiliários apurados no segundo trimestre de 2021.

Logo, esse número mostra como os programas habitacionais fazem toda a diferença quando falamos da concessão de crédito imobiliário e aumento de imóveis vendidos pelas imobiliárias e corretores. Além de dar moradia digna a muitas famílias.

Entende-se que a tendência é apenas que esse número cresça ainda mais com o novo programa que substitui o antigo e com as taxas de juros baixas.

Agora que vimos tudo sobre o programa habitacional Casa Verde e Amarela, fique por dentro também do que é a inscrição imobiliária e muito mais sobre o mundo imobiliário aqui no Blog Tecimob!