Imagem do Header da Postagem

Como calcular o metro quadrado de um imóvel?

A área dos imóveis costuma ser medida em metros quadrados, o valor representa a área de espaços planos, como o chão de uma sala. Mas como se calcula o metro quadrado corretamente?

Como nem sempre as áreas estão em metros quadrados, basta calcular, e, em seguida, fazer a conversão. Para isso você precisará de uma trena, fita métrica ou régua, além de um bloco de notas para anotar todas as medidas. E, claro, você precisa saber o cálculo certo, para isso é só seguir nossas dicas!

Medir o comprimento da área

Primeiramente, meça um dos lados do espaço, lembrando de medir todos os cantos. Caso o tamanho do local seja maior que 1 metro, inclua os centímetros na medida, para ter mais precisão nos resultados.

Em algumas situações, não será possível medir todo o comprimento de uma única vez. Logo, basta fazer a medição em partes, lembrando sempre de marcar o ponto limite para saber onde continuar a medição. Depois disso some as medidas anotadas para saber o total.

Mediar a largura da área

Outro passo para medir a área em metro quadrado é medir a largura. Lembre-se que cada lado precisa ficar a, aproximadamente, 90° de distância do que foi medido até o momento, como se fossem lados adjacentes. Não é preciso incluir outras casas decimais além dos centímetros.

Calcule o metro quadrado de todo o imóvel

Após calcular o metro quadrado de cada ambiente é preciso calcular o valor final do imóvel, ou seja, a soma das medições de cada ambiente.

Ao fazer as medições anote o resultado de cada ambiente e por fim some todos os resultados. Ou seja, anote as medições de: quartos, banheiros, cozinha, salas e lavanderia, e por fim some tudo para encontrar o metro quadrado do imóvel completo.

É preciso, ao final saber o que representa cada local do imóvel, como área privativa, comum e total. Entenda mais sobre:

Tecimob - Site para corretor de imóveis e imobiliária

Diferença entre área privativa e área útil

Área privativa de um imóvel é aquela de uso exclusivo do proprietário. Ela agrega tudo o que é privativo do apartamento e do edifício, incluindo vagas de garagem e área de depósito.

Levando em conta que pilares e paredes podem ocupar até 12% da área privativa, é necessário pensar na área útil do imóvel. Que nada mais é do que toda a área que pode ser ocupada pelo proprietário.

Área Comum

A área comum compreende todo o espaço que pode ser utilizado por todos os moradores de um condomínio, como o hall de entrada, salão de festas, academia, piscina, playground, entre outros. Para achar a área comum de cada unidade, faz-se uma distribuição usando um critério, conhecido como rateio, geralmente com base no tamanho da área privativa.

Área total

Ela representa a soma de todas as áreas privativas e comuns do empreendimento. Normalmente se encontra na matrícula do imóvel.

Viu como é simples? Lembre-se que, normalmente, essa informação está contida na matrícula do apartamento ou casa. Mas não custa nada conferir se a metragem está certa, não é mesmo?

Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário que iremos ajudá-lo sempre que possível!