Pare de contar o número de likes em sua página do Facebook

Quase todo corretor que conheço possui um perfil no Facebook. Imobiliária a mesma coisa. Diante do advento digital, todo profissional imobiliário rapidamente cria um perfil, uma página (às vezes os dois) no intuito de ser moderno e ‘estar na internet’. O segundo passo é conquistar uma audiência, desenvolver conteúdos, traçar uma estratégia para que o canal seja relevante para as pessoas que possam no futuro breve, ser seus clientes. Neste momento, o número de novos fãs, traduzidos em likes na página ou nos posts ganham muita atenção pois são as principais métricas de crescimento e acompanhamento que este profissional tem até então. Mas estas referências (a quantidade de curtidas) deixam de ser relevantes em muito pouco tempo em uma estratégia digital bem feita. Conhecidas como métricas de vaidade, essas informações são aquelas que muitas vezes são monitoradas, mas que não servem para tomada de decisões. Também não indicam de maneira alguma que determinada página é mais relevante que outra ou ainda que uma postagem ou anúncio feito por você seja menos efetivo que o do concorrente só porque o dele possui mais likes.

Quais métricas devo considerar em minha estratégia digital

Depende. Depende de qual o seu objetivo em estar presente no Facebook ou em outra rede social. Já participei de dezenas de reuniões onde entre os itens da pauta estava ter mais likes que o concorrente ou ter pessoas comentando as posts. Se você já participou de reuniões como está ou compartilha desta opinião, precisa rever seu posicionamento. Entre as razões que devem motivar a você corretor ou sua imobiliária com relação a redes sociais estão o engajamento e a experiência do seu futuro cliente com sua marca. E para conseguir engajamento, novos fãs e inclusive vender pelo Facebook, você deverá ter um trabalho mais profundo e estruturado.

Tecimob - Site para corretor de imóveis e imobiliária

adequadas ao meu produto, otráfego que o Facebook gera para meu site ou ainda o número de leads gerados, por exemplo.

A culpa pela análise falha é do próprio Facebook

Se muitas pessoas possuem uma análise falha e rasa dos seus próprios resultados, temos que dizer que a culpa disso é do próprio Facebook. Ao possibilitar o acesso a construção da página e disponibilizar muito facilmente os números relacionamos aos que falei aqui, a rede social dá a impressão ao leigo, de que são estes os números mais importantes e aí está a raiz de muitas discussões entre profissionais de marketing e donos de imobiliária. Ao dispor da ferramentaImpulsionar, ou ao avisar os administradores que postagens próximas impulsionadas tiveram resultado melhor,o Facebook está resolvendo o problema dele e não o seu. E sim, estou falando de dinheiro. O alcance orgânico tornou-se irrelevante e hoje é praticamente impossível ser relevante sem pagar, o que faz parte do jogo. Mas para isso existem ferramentas eficazes como o Gerenciador de Anúncios ou o Facebook Business, desenvolvidos exatamente para os anunciantes possam ser eficientes na obtenção de resultados.

Essa métrica te leva a tomar alguma decisão

Se você está começando a trabalhar com redes sociais ou não possui um conhecimento mais efetivo do assunto, talvez tenha se perdido quando falei sobre alcance, personas ou sobre a utilização de ferramentas como o gerenciador de anúncios. Mas tudo é muito mais simples do que possa parecer, eu garanto. Importante é definir quais números são capazes de melhorar sua estratégia e que possam te apoiar a tomar decisões. Quando você determina uma métrica, você sabe o que fazer com ela? Se não sabe, provavelmente ela é uma métrica de vaidade e não vai te levar a lugar algum. E você? O que pensa sobre o assunto? Existe alguma métrica destas que seja importante? E em outras redes sociais? Existem números que não servem para nada, mas que tomam tempo na coleta e interpretação dos dados?

Deixe seu comentário. Um abraço e até a próxima.