Skip to main content
8 dicas para melhorar a qualidade dos videos de imoveis

8 dicas para melhorar a qualidade dos vídeos de imóveis

Com certeza você já deve ter ouvido falar que o YouTube é um ótimo canal de divulgação de imóveis. Tendo isso em mente, você foi, abriu uma conta, produziu seus vídeos e nada; o retorno foi muito abaixo do esperado. O que talvez você não tenha ouvido falar é que não é qualquer vídeo que faz sucesso, é preciso dominar alguns truques básicos para garantir uma boa qualidade do seu produto, de forma que ele realmente chame a atenção do seu público-alvo. Veja agora como gravar vídeos de imóveis com o seu smartphone e como aproveitar ao máximo mais essa excelente ferramenta da internet.

1. Evite gravar com o smartphone na vertical

O corretor de imóveis não precisa de equipamentos sofisticados para fazer vídeos de qualidade, basta um smartphone razoável e algumas dicas bastante simples. A primeira delas é evitar gravar com o aparelho na vertical: a imagem fica estreita e com barras laterais pretas. Você pode até não perder em definição, mas perde em ângulo, o que é muito importante na hora de mostrar o seu imóvel. Salvo alguns aplicativos que são feitos para gravar nessa posição, como o Snapchat ou Periscope, por exemplo, procure fazer seus vídeos para o YouTube sempre com o smartphone na horizontal.

2. Prefira sempre a luz natural, mas não grave contra a luz

Nada como um dia bonito e com bastante luz natural para tornar seus vídeos mais atraentes – mesmo que esteja nublado. A luz artificial cria sombras que podem dar um aspecto esquisito para o imóvel, deformando um pouco a percepção visual. Da mesma forma, jamais grave contra a luz, seja ela natural ou artificial. Pense bem, é o mesmo efeito de você olhar diretamente para o sol ou uma lâmpada incandescente; a imagem ficará ofuscada e qualquer coisa que estiver entre a câmera e a fonte de luz ficará escura.

Tecimob - Site para corretor de imóveis e imobiliária

3. Use a câmera traseira

A câmera dianteira é a mais fraca do smartphone, aquela que tem a pior qualidade de gravação, por isso escolha sempre fazer a gravação com a câmera traseira. Sim, nesse caso, você não poderá se gravar, mas digamos que a ideia não seja fazer selfies, e sim mostrar o imóvel, certo? Veja mais adiante algumas dicas para gravar selfie.

4. Cuidado para não tremer

É normal o braço começar a cansar conforme o andamento da gravação, e aí a imagem sai toda tremida. No entanto, há um jeito especial de segurar o smartphone: coloque-o na horizontal bem na palma da mão com o braço dobrado de forma que o cotovelo fique apoiado no seu peito. O outro braço pode ser usado para dar mais apoio ao que sustenta o celular.

Você também pode segurar o celular com ambas as mãos e os cotovelos apoiados no corpo, mas provavelmente vai tremer na hora de tirar uma delas para mexer em alguma coisa. Também é comum a imagem ficar tremendo conforme o corretor anda pelo imóvel. Nesse caso, a dica é andar com as pernas levemente flexionadas, procurando manter uma altura constante.

5. Mantenha a lente sempre limpa

Parece básico, mas a verdade é que a maioria absoluta das pessoas simplesmente não se lembra de limpar a lente da câmera antes de começar a filmar – e o resultado é um vídeo embaçado, com baixa qualidade, que pode interferir até no realce das cores. Um pequeno detalhe que pode fazer muita diferença.

6. Ative as grades de enquadramento

Em vários modelos de smartphones é possível ativar as grades de enquadramento, aqueles quadrados que aparecem na imagem, dividindo a tela em três terços verticais e horizontais totalizando nove quadrados. O quadrado central deve ser usado como guia para enquadrar o ponto mais interessante da sua filmagem, o que você mais quer destacar.

7. Invista em acessórios baratos, mas eficientes

Um deles é o mini tripé de mesa, que também serve como pequeno pau de selfie e ainda pode ser colocado em um lugar fixo para fazer uma gravação de selfie, por exemplo. Isso é especialmente interessante na hora de fazer uma descrição do imóvel ou gravar conteúdos relacionados ao mercado imobiliário. Nesse caso, lembre-se sempre de não olhar para a tela, mas sim para a lente, dessa forma quem assistir ao vídeo terá a sensação que você o está olhando nos olhos, falando diretamente com ele. Assim você consegue muito mais engajamento. Há vários outros acessórios que podem ajudar seus vídeos a ficarem ainda mais bacanas, como as lentes acopláveis, estabilizador motorizado, microfone externo e filtros, tudo vai depender da sua disponibilidade de investimento.

8. Não esqueça de:

Verificar o espaço disponível na memória, a vida útil da bateria, se o zoom é suficiente para o que você quer ou se será preciso se aproximar mais de determinados objetos e até se você tem tudo realmente na ponta da língua. Faça uma edição simples, apenas cortando o início e o fim e ajeitando as imagens em ordem cronológica. Também não faça vídeos muito longos que em vez de prender correm o sério risco de cansar seu público. Eles devem ter, no máximo, 3 minutos.

Organize o ambiente antes da gravação, e, se o imóvel ainda estiver com moradores, não grave nos ambientes privativos. Faça um roteirinho simples, mas eficiente e, ao falar, procure se mostrar o mais natural possível, com linguagem coloquial, como se estivesse falando com um amigo.

Agora é só compartilhar e continuar agregando valor à sua divulgação.

Quer saber mais sobre a divulgação online de imóveis? Continue acompanhando as nossas dicas aqui no blog e conte para a gente a sua experiência!

 

Deixe o seu comentário!

Comentários

Henrique Fernandes

Customer Success - Trabalha para que o cliente utilize o produto ou serviço da maneira correta para alcançar seus objetivos, focando no, como o nome já diz, sucesso do seu cliente.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE